1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Simples Doméstico: Geração do DAE simples doméstico

Todos os empregados cadastrados no Simples Doméstico precisam, mensalmente, retornar o portal do eSocial para emitirem a DAE, a guia única de recolhimento dos tributos previdenciários e trabalhistas. Através da DAE o empregador faz o recolhimento e se mantém em dia com suas obrigações.

Para quem ainda não conhece, o Simples Doméstico é um sistema que beneficia tanto empregador quanto funcionário, permitindo que através de um único documento o empregador pague todos os benefícios do seu empregado doméstico, como a contribuição ao INSS, o FGTS, entre outros. A seguir, veja como gerar o DAE e obter a guia em atraso.

Como gerar novo DAE do simples doméstico

Cada mês é preciso gerar um novo DAE no Simples Doméstico, para efetuar os recolhimentos referentes a esse período. Para emitir o DAE o empregador deve acessar o site https://login.esocial.gov.br/login.aspx e informar seu CPF, senha e código de acesso. Dentro do sistema ele deverá selecionar a aba referente aos Recebimentos e Pagamentos.

É preciso informar o mês/ano que deseja emitir o DAE e, na tela seguinte, serão mostrados os salários de seus respectivos funcionários. Para prosseguir, basta que o empregador informe a data de pagamento e clique na opção “Encerrar Pagamentos”.

Em seguida será mostrado um demonstrativo com todos os recolhimentos que o empregador está fazendo; se tudo estiver correto basta clicar em “Confirmar”. Logo depois será preciso clicar em “Emitir Guia” e “Emitir DAE”. A guia será gerada em PDF; você deverá salvá-la e imprimi-la. O pagamento pode ser feito em qualquer agência bancária.

DAE documento de arrecadação simples doméstico DAE

O DAE – Documento de Arrecadação do e-Social – é o documento necessário para que o empregador efetue os recolhimentos trabalhistas de seus funcionários. Em cada DAE o empregador arca com 8% referente ao INSS, 8% referente ao FGTS, 3,2% referente ao Fundo de Demissão Sem Justa Causa e mais 0,8% referente ao Seguro contra acidente de trabalho. Fora isso, o trabalhador arca com mais 8% referente ao INSS.

 

Em caso de atraso de pagamento da guia, os juros e multas começam a ser calculados diariamente, logo após o vencimento que está marcado para o dia 7 de todo mês.

Reemitir a guia do DAE simples doméstico em atraso

Caso você esqueça de pagar alguma guia, não se preocupe: é possível pagá-la, mas você deverá se preparar para arcar com os custos a mais referentes aos juros e multas. O quanto antes você emitir a guia para pagar em atraso melhor: você só precisa seguir o mesmo passo a passo que damos anteriormente e, na hora de informar o mês/ano que deseja emitir a guia, coloque o período que está em atraso.

Lembrando que se for mais de um mês, você deverá emitir uma guia de cada vez. Além disso, as guias em atraso emitidas vencem no mesmo dia, portanto você deve emitir e efetuar o pagamento em seguida. Não se esqueça que ao manter todos os pagamentos em dia, além de estar evitando gastos extras, também está garantindo os direitos do seus funcionários e se mantendo dentro da lei.